Mensagens populares

sexta-feira, fevereiro 02, 2007

MOVIMENTO "NORTE PELA VIDA" APRESENTA PROVAS DE QUE VALE A PENA DIZER "NÃO" AO ABORTO

O movimento Norte pela Vida apresentou hoje, no Porto, "duas provas de que vale a pena apostar na vida e dizer 'não' ao aborto, mesmo em situações difíceis".

Durante uma acção de campanha na Praça da Ribeira, Rosário Silva, hoje com 32 anos, contou como engravidou aos 16 anos, mas decidiu deixar a gravidez prosseguir, apesar das circunstâncias "complicadas" que vivia na altura. "É verdade que preferia não ter engravidado tão cedo, mas isso aconteceu e hoje a minha filha tem 16 anos e é feliz. Estou contente por ter tomado essa decisão", disse.

Rosário acrescentou que, entretanto, refez a sua vida, casou e tem agora mais dois filhos, de 10 e quatro anos de idade.

Hugo Ribeiro, 16 anos, é filho de mãe solteira pobre que preferiu levar a gravidez ao termo, e que, na impossibilidade material de o criar, o colocou numa instituição assistencial aos sete anos.

"Agradeço à minha mãe por me ter deixado viver, sou feliz e, muitas vezes pergunto, se só os filhos dos ricos têm direito a nascer, quando os dos pobres têm de ser deitados ao lixo", afirmou o jovem.

Hugo Ribeiro referiu que actualmente mantém uma relação próxima com a mãe, que trabalha e tem a sua vida estabilizada.

Promotora da acção, a psicóloga Graça Fonseca explicou como a Associação Vida Norte consegue dar apoio, apesar do quase abandono do Estado, a mães grávidas que decidem não abortar e aos seus filhos.

A psicóloga pediu às mulheres que se encontram a braços com gravidezes não planeadas para que "apostem na vida" e ofereceu-lhes " todo o apoio" da associação em que trabalha.

Para domingo, também no Porto, este movimento agendou a iniciativa "Dar gás à vida", durante a qual apoiantes do “não” vão partir em grupos de diferentes pontos da cidade para se concentrarem na Praça da Ribeira, rumando depois a Gaia pelo tabuleiro inferior da Porto de D. Luís.

Notícia retirada do Site PUBLICO.PT

3 comentários:

SIM disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
KNOPPIX disse...

Anónimo, tu és dos tais que ladra e foge.
Quem são estas pessoas que apresentam provas? São pessoas que viveram o aborto na 1ª pessoa, que sabem aquilo que ele é, representa ou pode representar.
Riste-te delas? Quem és tu para te achares mais do que os demais? Só te ficou mal esse cinismo, por isso o teu comentário foi "apagado".
Respeita quem não conheces, porque nunca saberás se um dia essas pessoas de quem tu te riste, não te irão um dia dar a mão e ajudar-te a sair de uma situação dificil na tua vida.

Anónimo disse...

Knoppix, espero bem k essas pessoas vão mazé para um cano a baixo... n vão ser essas pessoas k vao ajudar mães k n kerem ter os filhos... Se voces n kerem comparticipar com abortos em portugal, eu tbm n kero comparticipar com gente k anda praí a fazer filhos e dps andam a pedir esmola para instituições para criarem os filhos dos outros.. pah a serio... Cada um tem o direito de fzr aquilo que quer. ABORTO? yes